ISSN 2183-4253
 
Mobilização precoce em UCI
Código: SS-25      
Resumo:
A mobilização precoce de doentes críticos em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) revela-se importante na prevenção de complicações da imobilidade, optimização do transporte de oxigénio, melhoria da ventilação alveolar, facilita o desmame ventilatório e num patamar mais elevado, maximiza a independência e melhora a qualidade de vida. São realçadas as intervenções desempenhadas pelo enfermeiro de reabilitação na mobilização de doentes na UCI, como o posicionamento, mobilizações passivas, activas e resistidas, rolar no leito, terapia cinética, posição ortostática e treino de marcha. Este artigo foca também a importância da mobilização dos doentes internados em UCI como um procedimento seguro. É imprescindível a avaliação das condições de segurança, com especial atenção à reserva cardiovascular e respiratória, com monitorização de frequência cardíaca, pressão arterial, PaO2/FiO2, SpO2 e PaCO2. Não se pode descurar outros factores de segurança, extrínsecos ao doente, como o ambiente da UCI e o rácio enfermeiro-doente.
Lista de Autores
Ana Rita Santos
Isabel Salvado de Oliveira
Teresa Silveira
Apoios: