ISSN 2183-4253
 
A presença dos pais em situação de ressuscitação cardio-pulmonar
Código: SS-54      
Resumo:
A presença dos pais em situação de Ressuscitação Cardio-Pulmonar (RCP) é uma temática relativamente recente e geradora de opiniões muito controversas entre os profissionais de saúde. Pretende-se com este trabalho realizar uma revisão de literatura de forma a promover a reflexão sobre esta temática e suas implicações. Estudos efetuados para tentar comprovar a cientificidade dos pareceres centraram-se na opinião dos familiares e dos profissionais de saúde. A evidência indica-nos que a presença de membros da família em situação de RCP os ajuda a compreender a severidade da situação e a valorizar os cuidados prestados, podendo aquietar um sentimento de culpa, facilitar o processo de luto e assegurar aos familiares que não se poderia ter feito mais pela vida da criança. Por outro lado, os profissionais de saúde preocupam-se com o facto da presença da família em contexto de RCP poder afetar o desempenho da equipa de reanimação e poder provocar danos psicológicos nos familiares. Apesar das atuais guidelines incentivarem a presença dos pais em situação de reanimação, continua a existir resistência por parte dos profissionais de saúde em aceitar estas recomendações pelo que é fundamental desenharem-se estratégias para efetivar esta mudança.
Lista de Autores
Andreia Ferreira
Apoios: